CHEIAS DE CHARME (ESTREIA)

Sonhos, música e muito trabalho se misturam em Cheias de Charme, a nova novela das 19h da TV Globo, que estreia nesta segunda-feira, dia 16 de abril. Na trama, Penha (Taís Araújo), Rosário (Leandra Leal) e Cida (Isabelle Drummond) são empregadas domésticas que se conhecem por acaso em um dia péssimo para as três. Amigas à primeira vista, elas não têm ideia de como esse encontro vai mudar suas vidas.


Maria da Penha é a empregada doméstica dos sonhos de toda patroa. Além de segurar as pontas na casa dos outros, ela precisa se virar para sustentar sua família. Isso porque Sandro, seu marido mais do que folgado, diz que não pode trabalhar por causa da saúde, mas o malandro está sempre pronto para jogar uma peladinha na rua. Depois de deixar o emprego na casa da famosa cantora de forró Chayene (Cláudia Abreu), onde passou anos comendo o “pão que o diabo amassou”, Penha encontra na advogada Lygia (Malu Galli) muito mais do que uma patroa. Elas acabam virando amigas e, juntas, vão dividir os pepinos e também encontrar soluções.


Maria do Rosário é uma cozinheira de mão cheia que sonha em brilhar nos palcos como cantora. Ela é fã de carteirinha da estrela do sertanejo universitário Fabian (Ricardo Tozzi). Mas é Inácio (Ricardo Tozzi), um motorista idêntico ao cantor, que está ao alcance do seu coração. Escondendo do namorado seu encanto pelo artista Fabian, Rosário vai caprichar nas composições, soltar a voz e fazer de tudo para trocar as panelas pelo microfone.


Maria Aparecida é a típica gata borralheira. Filha de empregada doméstica, acabou herdando as funções do lar com a morte da mãe. Morando junto com os Sarmentos, sempre conviveu com o luxo das filhas de seus patrões, crescendo com elas e ganhando as roupas usadas das jovens.


Na festa de noivado de uma delas, conhece Conrado (Jonatas Faro), um rico e jovem estudante de Direito. Cida acha que encontrou seu príncipe encantado – que na verdade é um sapo -, mas não conta para ele qual é sua relação com a família.


Patroa de Penha e depois de Rosário, Chayene (Cláudia Abreu) promete ser a pedra no sapato das três Marias. A musa do forró nasceu no Piauí e estourou nas paradas de sucesso com seu ritmo dançante.


Madrinha da carreira de Fabian, ela vai se aproveitar dele para voltar aos holofotes, sempre com a ajuda de Laércio, seu ex-marido e eterno capacho.


Já estava com saudades de assistir Ricardo Tozzi na sua telinha? Então prepare o coração porque dessa vez o gato aparecerá em dose dupla! Sim, isso mesmo. Além de dar vida ao personagem Inácio, ele interpretará Fabian, um cantor sertanejo famoso conhecido como o príncipe das empregadas domésticas.

Mesmo com o ritmo de gravações pegando fogo, o ator reservou um tempinho na sua agenda e nos contou tudo sobre esta dupla. “Para o Inácio eu faço aula de luta, fiz aula de moto e para o Fabian eu faço aula de canto. Nunca cantei, estou aprendendo a cantar agora”, revela Tozzi.


Um liquidificador musical. Esta aí uma boa definição para o estilo musical de Cheias de Charme. Composto pela junção de elementos do forró, do tecnobrega, do pop e do hip hop, a trilha da novela – aspecto importantíssimo na composição das histórias – promete mostrar tudo que há de melhor e mais antenado nessas referências musicais.


O forró arretado de Chayene (Cláudia Abreu) promete grudar no ouvido do povo. O mais autêntico estilo pop vai embalar momentos superespeciais de Penha (Taís Araújo), Rosário (Leandra Leal) e Cida (Isabelle Drummond). Já o sertanejo universitário será responsável por consagrar Fabian (Ricardo Tozzi) como o Príncipe das Domésticas, que arrebata os corações das fãs, principalmente o de Rosário. O som freestyle do hip hop dá o tom certo a Rodinei, personagem de Jayme Matarazzo, um artista do grafite. Essa mistura agitada universos dá cara à trilha musical de Cheias de Charme.


Para Hermano Viana, consultor da novela, essa convivência entre os mais diversos estilos musicais da trama é mais do que natural: “Hoje, o gosto popular brasileiro em termos de música é muito eclético. Em uma mesma festa, todas as danças se misturam. E isso acontece também com os maiores sucessos, que ganham versões diferentes em estilo funk, forró, sertanejo e por aí afora”. Tudo junto e misturado parece ser o mesmo novo lema. “A novela se inspira nessa nova realidade e traz para a TV o que o povo brasileiro está ouvido nas ruas e na internet”, complementa Hermano.

Sérgio Saraceni, produtor musical da trama, também bebe nessa fonte para compor a trilha: “Uma vez que definimos o universo de Cheias de Charme, eu procurei construir a identidade musical da novela fazendo uma profunda pesquisa nos lançamentos e vídeos mais procurados dentro dessas frequências do pop, do forró e do tecnobrega”. Sérgio adianta que o público pode esperar canções alegres, para cima, que serão fundamentais para conferir o tom certo das histórias: “A música é um complemento fortíssimo em qualquer produção dramatúrgica. É a cereja do bolo”.


Dinamismo, graça e leveza: é nesse tom que Izabel de Oliveira e Filipe Miguez pretendem desenrolar as aventuras e emoções de Cheias de Charme, a primeira novela assinada pela dupla. O folhetim abordorá o universo das empregadas domésticas, um tema muito comum, porém pouco explorado na dramaturgia, defendem os autores. A trama vai mostrar a trajetória de mulheres batalhadoras de todas as classes sociais.

Felicíssimos com os atores que darão vida aos seus personagens, a dupla promete momentos sensacionais nas histórias das heroínas Penha (Tais Araújo), Cida (Isabelle Drummond) e Rosário (Leandra Leal). Chayene, papel de Claudia Abreu, também promete, assim como as trapalhadas dos sósias Fabian e Inácio, interpretados por Ricardo Tozzi.

Do funk carioca ao sertanejo universitário, passando pelo tecnobrega e o forró, a música popularíssima brasileira vai agitar a novela. Os autores esperam que o público se inspire na história dessas mulheres que enfrentam grandes obstáculos, mas não perdem o rebolado.

Saiba quem é quem em “Cheias de Charme”:


Taís Araújo
Penha
Típica heroína brasileira. Empregada doméstica, tem todos os predicados de uma boa profissional: é pé-de-boi, de confiança, excelente cozinheira, caprichosa e é cheia de iniciativa. Dona de uma beleza que resiste aos maus tratos da vida e de um humor que resiste às adversidades, Penha tem que lidar com o salário que não cobre as contas do fim do mês e as dívidas se acumulam. Penha não teve muito estudo, começou a trabalhar cedo e desde garota é arrimo de família. Casou-se com o pedreiro Sandro, com quem teve seu único filho, Patrick.


Cláudia Abreu
Chayene
Piauiense de Sobradinho com passagem por São Paulo, foi lançada há quinze anos num grupo de lambada. Conquistou sucesso fulminante em âmbito nacional com o “Xote da Periquita” e sua característica dancinha. Com um repertório que vai do forró techno ao brega pop, já sacudiu multidões nos seus shows superproduzidos. Hoje, amarga uma má fase: não vende mais disco, nenhuma faixa nova emplacou, os homens escassearam, a juventude começa a fazer falta. Chayene sente o sucesso lhe escorrer pelos dedos e isso ameaça seu ego descomunal. Atribui a má fase a um suposto (e invisível) sobrepeso. Divide seu tempo entre o seu Piauí natal, onde é considerada uma deusa, e a mansão no Condomínio Casagrande, no Rio.


Leandra Leal
Rosário
Desde menina compõe músicas e canta pro espelho, pra família, pros vizinhos, pros amigos, com sua voz potente e afinada. Até os 10 anos, cresceu num orfanato, tendo que sonhar muito para escapar da realidade: sua família morreu numa enchente, quando tinha apenas um ano de idade. Já não tinha muitas esperanças de ser adotada quando, numa festa, cantou e encantou o garçom Sidney. Apesar do dinheiro contado, Sidney deu uma educação esmerada à sua estrelinha e fez da menina uma mulher forte e decidida. Rosário trabalha como cozinheira no Aperitivo Bufê, do qual seu pai é gerente. Talentosa e criativa com os temperos, “está” cozinheira, mas “é” cantora – e compositora! Em tempo: Rosário é fanática pelo cantor Fabian e seu maior sonho é fazer um dueto com seu ídolo.


Isabelle Drummond
Cida
Filha da copeira Dolores, foi criada desde que nasceu na casa da família Sarmento. Continuou morando lá e trabalhando como arrumadeira após a morte da mãe, quando tinha 12 anos. Cresceu meio empregada, meio cria de Sônia Sarmento, meio irmã das filhas dela, Ariela e Isadora.Conta com a proteção da madrinha e cozinheira Dona Valda, que ficou com a sua guarda depois que a mãe morreu. Namora há três anos o entregador Rodinei. Gosta de ler romances para garotas e desde menina escreve diários, nos quais desabafa para a mãe que morreu.


Ricardo Tozzi
Fabian
O “Príncipe das Domésticas”. Gato e um poço de carisma, se consolidou nas paradas de sucessos com uma fileira de hits que arrebata mulheres das classes A a E. Arranca suspiros por onde passa, mas seu marketing é em torno das empregadas, de quem é o preferido. Nas áreas de serviço do Condomínio Casagrande, no Borralho, no bufê, todas são “fabianáticas”. Mas o maior “fabianático” de todos é ele mesmo. Vaidosíssimo, extremamente zeloso de sua imagem, é capaz de morrer se sair do lugar um fio do seu cabelo (que mantém impecável no que ficou conhecido como “corte Fabian”). Já foi visto saindo com muitas mulheres, mas nunca uma fã pôde dizer que o namorou. Tem fama de ser profissional e perfeccionista, e de saber administrar sua carreira para estar sempre bem, e no topo.


Ricardo Tozzi
Inácio Paixão
É um tanto bronco no se portar, mas tem um coração de cavalheiro. Adora as mulheres e as coisas típicas de um macho. Honesto, trabalhador, vem fugido da Região Serrana onde, por conta de um mistério do passado, sua vida corre perigo. É perseguido por motoqueiros misteriosos, de quem sempre escapa com a sagacidade de um ninja. Recomeça do zero no Rio. Sósia do cantor romântico Fabian, abomina essa semelhança, que já lhe meteu em algumas confusões.


Malu Galli
Lygia Mariz Ortega
Advogada em ascensão, Lygia é workaholic, ambiciosa, fominha, postura que lhe rendeu no escritório o apelido de “Tubaroa”. Não esconde de ninguém que quer ser a sucessora do prestigiado jurista Ernani Sarmento, o Tubarão, seu chefe. Vive em eterna rivalidade com o colega Humberto. Justa, tem um grande senso ético. Lygia vive o paradoxo da mulher moderna: quando sai de casa para ganhar o pão, precisa deixar outra pessoa cuidando da sua família. Está há tempos vivendo um “trem fantasma” de empregadas, o que afeta sua rotina. Prejudica não apenas sua carreira, mas a criação dos filhos e até o casamento. Durona, Lygia só se derrete quando está com Alejandro, seu marido, pai de sua filha Manuela. Também é mãe do adolescente Samuel, de uma relação anterior. É irmã da marchande Liara.


Jonatas Faro
Conrado Werneck
Lindo, bon vivant, enlouquece as meninas da idade de Cida e Isadora – e tem consciência disso. Formado em Direito por uma faculdade medíocre de Curitiba, onde mora, sua maior credencial é ser filho do milionário Otto Werneck. Não se dá bem com o pai, que é honesto, ao contrário da avó Dona Máslova, que a vida inteira o acobertou. Tem um grande carinho por ela, especialmente depois que perdeu a mãe, Mércia. Fútil, narcisista, consumista ao extremo, adora uma roupa de grife, um brinquedinho caro. Sabe portar-se como um cavalheiro quando quer impressionar.


Humberto Carrão
Elano Fragoso
Garoto maneiro, na dele, é um geniozinho da nova era. Alia ótima cultura, agilidade de raciocínio e inteligência emocional. Irmão da adolescente Alana e de Penha, foi criado pela irmã mais velha na ausência dos pais. Desde garoto, ajudou Penha a segurar a onda da família, não apenas emocional mas financeira. Penha tem mais confiança no apoio do irmão que do próprio marido. São os melhores amigos. Devorador de informações, Elano é da geração que cresceu com a internet, da qual tira partido como ninguém. Não sai da lan house do melhor amigo e coach para assuntos femininos, Kleiton. Estudante de Direito recém-formado, procura trabalho como advogado.


Bruno Mazzeo
Tom Bastos
É o empresário de Chayene e Fabian. Raposa do meio musical, Tom sabe farejar um sucesso e extrair seu sumo até a última gota. Adorado pelos artistas em ascensão, odiado por aqueles no declínio. Tempera o pragmatismo com uma grande sensibilidade artística e humana. É o canalha simpático, cheio de lábia, capaz de atitudes nobres e torpes.


Pablo Belini
Alejandro Ortega
Espanhol, ex-modelo fotográfico, o marido de Lygia faz as mulheres se abanarem por onde passa. Pai amoroso de Manuela, a filha do casal, e padrasto camarada de Samuel, filho de Lygia. Conheceram-se quando Lygia fazia pós-graduação em Navarra, na Espanha. Lygia engravidou e Alejandro veio com ela para o Brasil. Aqui, trabalhou por uns tempos como modelo, mas não era muito profissional e foi parando de ser chamado. Atualmente, trabalha como fotógrafo. Nas muitas horas vagas, o espanhol brinca com a filha e, com seu fogo insaciável, deixa Lygia bastante satisfeita. Adora brincar com as empregadas, fazer piadinhas maliciosas. Sua fama entre as domésticas do Condomínio Casagrande, onde mora num apartamento com Lygia, é de que ele se amarra num uniforme.


Leopoldo Pacheco
Otto Werneck
Dono da Construtora Amaro Werneck, uma das grandes da construção civil, enriqueceu licitamente, sem jamais recorrer a falcatruas. Condena o comportamento amoral do filho Conrado e responsabiliza sua falecida esposa e sua sogra, Dona Máslova, pelo caráter duvidoso do rapaz. Diferente do filho, Otto é uma figura austera, detesta ostentar, não gosta de luxo, de rasgar dinheiro. Mora em Curitiba e só vem ao Rio eventualmente.


Aracy Balabanian
Máslova Tilman
Avó de Conrado, sogra de Otto. De origem ucraniana, é a consciência má de Conrado, a quem ajudou a deseducar. Mãe da falecida Márcia, Máslova detesta Otto, o genro milionário que nunca lhes proporcionou a vida de luxos que o golpe do baú prometia. Depois da morte da filha, passou a devotar toda sua energia ao neto, materialista como ela. Vive da mesada dele, usando pequenos expedientes que Conrado finge não perceber. Dona Máslova muitas vezes é o cérebro por trás de Conrado, e também sua ajudante de ordens. Avarenta, vive contando tostões e negando gorjetas, é do tipo que regula o papel higiênico da empregada. Ninguém consegue falar direito seu nome, o que deixa Máslova furiosa.


Daniel Dantas
Sidney Monteiro
Para Rosário, é um grande pai: fã, orgulhoso da filha talentosa, provedor, protetor. De alma sensível e imenso coração, sabe ser bravo e exigente, falar grosso e botar limite, e com isso deu a Rosário uma bela estrutura. Encantou-se por Rosário quando a viu, aos 10 anos, cantando numa festa no orfanato. Recém-viúvo (perdera o companheiro Edivan num assalto), Sidney acreditou que a menina fosse um anjo mandado do céu para consolá-lo. Lutou pela sua guarda e passou a dedicar sua vida a ela. Amante de Bethânia, Ângela Maria e Alcione, foi ouvindo os discos de Sidney e suas inúmeras histórias da MPB que Rosário cresceu como cantora. Dos talentos de Rosário, Sidney hoje aposta mais no de chef de cozinha, por achar uma carreira mais segura. No fundo, tem medo que a filha se machuque.


Kika Kalache
Ivone
Séria, religiosa, devota da Igreja, traz sempre uma Bíblia consigo e adora falar de Deus, mas não é do tipo que regula a vida de ninguém. Trabalha de faxineira em casa de família, mas como empregada é meio devagar pros padrões de Penha, de quem é melhor amiga e confidente. É tia da periguete Brunessa. Muito suave e delicada, fala baixo e tudo explicadinho, em perfeito português.


Fábio Lago
Naldo
Faxineiro e faz-tudo do condomínio Casagrande. Veio do Piauí e em pouco tempo dominou os segredos da cidade grande. Ambicioso, quer crescer pelo seu trabalho. Não aprova as armações da irmã Socorro.


Titina Medeiros
Socorro
Piauiense de Sobradinho, vem para o Rio morar com o irmão Naldo. Futriqueira, entrona, truquenta, perigosa. No serviço, é meio porca e preguiçosa. Fanzoca de Chayene, sua conterrânea, cujas coreografias tenta imitar, vai fazer de tudo pra trabalhar na casa da cantora.


MC Nicolas
Patrick Fragoso Barbosa
Filho único de Penha e Sandro, xodozinho dos dois, Patrick vive solto pelo Borralho, fazendo molecagens, cercado de um bando de crianças em especial dos amigos Klebinho e Jéssica. Em casa é meio carente, tem ciúmes dos patrões da mãe, alega que Penha nunca está em casa quando ele precisa, faz chantagem emocional explícita. Mas depois paga com muito carinho, tem loucura pela mãe. Doce, expansivo, Patrick também é muito ligado à tia Alana, que cuida bastante dele, e sempre o olha quando Penha não pode.


Sylvia Nazareth
Alana Fragoso
Irmã caçula de Penha e Elano, Alana tinha apenas dois anos quando a mãe os deixou. Foi criada como a filha mais velha de Penha e Sandro. Ligadíssima ao cunhado, e despejando em Penha todas as suas raivas, Alana tem dois pesos e duas medidas. Sandro é para ela um misto de herói e vítima, enquanto Penha é o carrasco, a culpada oficial de tudo. No fundo, é louca por Penha e só quer chamar a sua atenção.


Bia Passos
Manuela Mariz Ortega
Filha de Lygia e Alejandro, é doce e esperta. Típica criança da nova geração, já nasceu sabendo lidar com todas as plataformas. Estudante de dança flamenca, já fala espanhol bonitinho e bate castanholas que é uma graça! É muito orgulhosa de suas raízes ibéricas.


Miguel Roncato
Samuel Mariz
Filho mais velho de Lygia, Samuel tem na ausência do pai um assunto tabu. Cresceu numa fase mais difícil da vida de Lygia, tem inveja da irmã caçula Manuela, que teve pai (Alejandro) e mais mordomias que ele. Tem sempre uma palavra desagradável, uma implicância idiota, uma alfinetada a dar. Adora chocar Lygia dizendo coisas preconceituosas, sua maneira de chamar atenção é aprontando, coisa que faz com frequência. Sua arrogância esconde uma tremenda insegurança. É ruim de roda com as meninas e mau aluno na escola.


Nado Grimberg
Ruço
Obreiro da equipe de Sandro, é mais trabalhador que o colega malandro. Boa gente, com uma devoção bovina ao “chefe”, Ruço sempre se mete nas confusões de Sandro.


Uma novela de Filipe Miguez e Izabel Oliveira
Colaboração de Daisy Chaves, Isabel Muniz, João Brandão, Laís Mendes Pimentel, Paula Amaral e Sérgio Marques
Supervisão de Ricardo Linhares
Direção de núcleo de Denise Saraceni
Direção Geral de Carlos Araújo

Elenco:
Taís Araújo – Penha (Maria da Penha Fragoso)
Leandra Leal – Rosário (Maria do Rosário Lobato)
Isabelle Drummond – Cida (Maria Aparecida)
Cláudia Abreu – Chayenne

Alexandra Richter – Sônia Sarmento
Analu Prestes – Tia Romana
Aracy Balabanian – Máslova Tilman
Bia Petrentchuk – Manuela Mariz Ortega
Breno Nina – Wanderley
Bruno Mazzeo – Tom Bastos
Chandelly Braz – Brunessa
Christiana Kalache – Ivone dos Anjos
Cláudio Tovar – Seu Malaquias
Daniel Dantas – Sidney Monteiro
Dhu Moraes – Valda
Edney Giovenazzi – Messias
Fábio Lago – Naldo
Flávio Nepo – Kleiton
Giselle Batista – Isadora Sarmento
Gustavo Gasparini – Gentil
Humberto Carrão – Elano Fragoso
Ilya Niño – Epifânia
Aramis Trindade – Valmir
Jayme Matarazzo – Rodinei
Jonatas Faro – Conrado Tilman Amaro Werneck
Juliana Alves – Dinha
Leopoldo Pacheco – Otto Amaro Werneck
Lidi Lisboa – Gracinha
Luiz Henrique Nogueira – Laércio
Malu Galli – Lygia Mariz Ortega
Marcos Palmeira – Sandro Barbosa
Maria Pompeu – Voleide
Marília Martins – Simone
Miguel Roncato – Samuel Mariz
Millene Ramalho – Ticiane
Nado Grimberg – Russo
Patrick – MC Nicollas
Pedro Bellini – Alejandro Ortega
Rafaela Amado – Marisette
Ricardo Tozzi – Fabian/Inácio Paixão
Rodrigo Pandolfo – Humberto Jordão
Sérgio Malheiros – Niltinho
Sérgio Menezes – Heraldo
Simone Gutierrez – Ariela Sarmento
Sylvia Nazareth – Alana Fragoso
Tainá Müller – Liara Mariz
Tato Gabus Mendes – Ernani Sarmento
Titina Medeiros – Maria do Socorro


Não Encontrou oque Procura Utilize nossa Pesquisa